sexta-feira, Janeiro 30, 2009

Quinta da Garrida reserva touriga 2005

Vila Nova de Tázem assiste a mais uma edição do monocasta da Quinta da Garrida.
Complexidade e equilíbrio entre a fruta e os taninos elegantes com um final de boca longo.
Estagiou 12 meses em barricas de carvalho francês e russo.

Torre do Frade reserva 2005

Trincadeira, Alicante e Aragonês encepadas em pardos de xistos estagiaram 10 meses em carvalho francês e americano.
Produziram-se cerca de 7.800 garrafas.
A história do vinho pode ser consultada aqui.

Apresenta-se em estojo de cartão com 2 garrafas.

Júlio Bastos garrafeira alicante bouschet 04

Do produtor dos conceituados vinhos da gama Dona Maria chega este alicante bouschet 2004.
Aromático, com especiarias e frutos vermelhos no aroma.
Na boca é denso, concentrado e marcado pelas especiarias da madeira. O finaç de boca é intenso e prolongado.

terça-feira, Janeiro 27, 2009

Quinta dos Cozinheiros maria gomes 2007

Produziram-se 5.300 garrafas deste Quinta dos Cozinheiros maria gomes na vindima de 2007.
Com um trabalho que visa o Sistema de Protecção Integrada este branco fermentou em cubas de inox depois de uma curta maceração pelicular.
Com excelente qualidade, apesar da baixa na produção deste ano, o equilíbrio e frescura de boca fazem deste um vinho que acompanha muito bem marisco e peixes finos.
***
mais info sobre a Quinta clique aqui.

sábado, Janeiro 24, 2009

Vinha do Almo homenagem 2006

Numa homenagem a Armando Gonçalves, o produtor Carlos Gonçalves lança no mercado este Vinha do Almo com a colheita de 2006.
As castas são alicante bouschet, trincadeira e alfrocheiro resultando num tinto com cor profunda, aromas a frutos silvestres compotados e notas de especiarias.
Na bioca encontra-se elegância e frescura, fruta qb, taninos redondos e sedosos.

Alento reserva 2006

Um upgrade do já conhecido Alento que vem afirmar que filho de peixe sabe mesmo nadar.
40 % Aragonês, 40% Alicante Bouschet, 20% Touriga Nacional maceraram a frio durante três meses e fermentaram em cubas de inox.

O estágio foi feito em barricas novas de carvalho francês.

Post Scriptum 2007


Touriga Franca, Touriga Nacional e Tinta Roriz são as castas que fazem deste Doc um dos vinhos referência da região.

O Post Scriptum tinto é o resultado da fusão entre a perícia bordalesa do enólogo, Bruno Prats, com a riqueza das castas do Douro.
O estilo é mais amadurecido e, consequentemente, pronto a beber.
O estágio foi feito em barricas de carvalho francês de 400 litros para arredondar os taninos.

Colares Oriente branco 2007

Com oito séculos de história o património vitivinícola de Colares tem vindo a ser recuperado através de projectos como este da Fundação Oriente.
Mais uma colheita desta feita a de 2007.
Encontramos malvasia fina e arinto em perfeita harmonia e equilíbrio com os aromas florais e na boca um toque mineral e fresco.
Pode acompanhar peixes no forno e queijos de meia cura.