sexta-feira, dezembro 16, 2011

Quinta da Fonte do Ouro


Novidades ou não






Novidades ou não os acessórios de vinhos são sempre bem-vindos.

Dows lbv 2000



É a oportunidade da semana!
pvp: 14.50€

sexta-feira, dezembro 09, 2011

Equinoctium by José Carvalheira

Equinoctium Veranum grande reserva branco 2010
37% de bical, 25% de arinto, 30% de chardonnay e 8% de maria gomes dão alento a este bairradino. A vindima foi feita manualmente e depois da maceração e prensagem, decantação do mosto e fermentação em barricas foi sujeito à maturação durante 9 meses.

Tem um potencial de envelhecimento que vai de 6 a 8 anos e acompanha muito bem pratos de peixe e mariscos, carnes magras e queijos de cabra.

Equinoctium Autumnus grande reserva tinto 2009
Divide-se em iguais percentagens de baga, touriga nacional e syrah duma vinha com cerca de 20 anos.
Tem uma cor retinta profunda e aromas intensos e complexos com notas de frutos silvestres, violetas, abaunilhados e, como não podia deixar de ser, notas de tostados e abaunilhados provenientes do estágio de 17 meses em barrica.
Tem persistência na boca!
Acompanha muito bem pratos de carne, a lampreia (que tanta dor de cabeça dá no que toca a arranjar um vinho decente para a degustar!), caça e queijos.

sexta-feira, dezembro 02, 2011

Quinta da Pedreira - aguardente

Uma explosão harmoniosa na boca, opulenta e intensa!
Envelheceu 15 anos em barricas com estágio predominante em barricas de vinho do porto.
pvp: 29.50€

Quinta da Pedreira - novidades

Quinta da Pedreira reserva bruto natural 2009
Magnum
pvp: 12.50€



Quinta da Pedreira grande reserva bruto natural 2003
pvp: 12.50€


Quinta da Pedreira reserva bruto natural 2009
pvp: 5.00€


Quinta dos Murças reserva 2008

Lagar de Macedos 2000 & Odisseia 2004 & Quinta da Pacheca Vinha do Mourão 2005



Esporão touriga nacional 2008

Da tão nossa touriga nacional se fez este tinto por terras de Reguengos de Monsaraz.
Fermentou em barricas roto-fermentativas (barrica de fermentação rotativa, processo que substitui a batonnâge).
É elegante e suave na boca com final persistente.

Tapada do Chaves reserva 2009

Trincadeira, aragonês e castelão são as castas deste Tapada do Chaves reserva 2009 com uma cara diferente.
De aromas complexos a frutos silvestres é um tinto com notas especiadas.
Pode acompanhar com pratos de carne e queijos.

sábado, novembro 19, 2011

Chryseia 2006




Como de costume é feito com touriga nacional e touriga franca, onde a primeira casta é predominante.
Estagiou 10 meses em barricas novas de carvalho francês.
A madeira é discreta mas a fruta é predominante.
Na boca é elegância pura com taninos finos e frutos vermelhos maduros.


Conde Ervideira private selection 2007

Poliphonia reserva 2010

Grandes Quintas reserva 2008

sexta-feira, novembro 18, 2011

Adega Velha reserva 1975

Vem num estojo de madeira com 3 balões.
É uma aguardente reserva de 1975.
É Adega Velha e dispensa mais apresentações.

Quinta de Pancas gr.escolha 2008

Um tinto interessante tendo em conta que entre os 30% de touriga nacional e os 40% de cabernet conseguimos encontrar uma percentagem generosa duma casta pouco comum em Portugal: a petit verdot. Tudo estagiado em barricas novas de carvalho francês.
Este é um tinto de aromas complexos com especiarias e frutos vermelhos bem maduros.
O final é longo e persistente.

Ora dê uma espreitadela ao João à Mesa.

Grahams extra dry

Aqui está a nova imagem do Grahams extra dry, anteriormente designado de tico dry.

Quinta da Garrida touriga nacional 2005

100% touriga nacional estagiada durante 12 meses am barricas novas de carvalho francês e.., imagine... russo!
Tem um aroma profundo da casta com nuances de violetas e frutos pretos.
Na boca é fino e elegante com final persistente.
Aconselha-se este vinho para acompanhar pratos tradicionais de cozinha portuguesa.

Prémios Quinta da Garrida Reserva Touriga Nacional 2007

Medalha de Prata International Wine Challenge 2011
Medalha Bronze International Wine Challenge 2010
Medalha de Prata Decanter 2010

Prémios Quinta da Garrida Reserva Touriga Nacional 2005
Prémio Excelência PRÉMIOS REVISTA DE VINHOS 2009
17,5 Pontos "Altamente Recomendado" REVISTA WINE Abril 2009
Medalha Prata DECANTER WORLD WINE AWARDS 2009
Medalha de Prata INTERNATIONAL WINE CHALLENGE 2009
Prémio Melhor Vinho do Dão COMISSÃO VITIVINICOLA DO DÃO 200
17,5 Pontos Blog PINGAMOR Novembro 2009
16,5 Pontos REVISTA DE VINHOS Março 2010

Prémios Quinta da Garrida Reserva Touriga Nacional 2003
Commended International Wine Challenge 2007
Commended Decanter World Wine Awards 2007


fonte: www.alianca.pt


Laurent Perrier grand siècle


Temos um exemplar deste champagne.

Pode ver neste site a crítica.

pvp: 115,00€

Quinta Quetzal colheita tardia 2009


Tem no nome o dia da colheita, o S.Martinho.
A castaé a antão vaz, 100%.
Um colheita tardia de aroma intenso a fruta madura acompanhado de notas intensas de frutos secos e mel.
Na boca é doce e fresco com um final prolongado e persistente.
Vai um foie gras?

Poeira 2009

Quinta da Pellada DOC 2007

Pintas 2009 & Quinta da Manoella vinhas velhas 2009




terça-feira, novembro 08, 2011

Quinta de Cabriz touriga 2008

Quinta da Alorna 2010

Espumante CC&CP


Campolargo alia-se a Celso Pereira neste espumante feito com pinot noir.

Quinta do Passadouro reserva 2009

QM alvarinho colheita tardia

Maritávora 2008

Mais uma edição deste tinto sempre com presença discreta no mercado.
Este 2008 é feito com as castas tinta roriz, touriga franca e touriga nacional estagiadas durante 12 meses em barricas de carvalho francês.
O enólogo é, como habitualmente, Jorge Serôdio Borges.

Casa de Santar arinto+sauvignon 10

Ainda no outro dia estava um cliente aqui a perguntar-me se tínhamos este vinho e que valia bem a pena. Ora aqui está ele! Acabadinho de chegar.
Uma agradável surpresa vinda de Santar.
É um branco feito com 70% de arinto e 30% de sauvignon blanc onde a frescura marca pontos na boca.
O preço é muito correcto e fizeram-se apenas 1.200 garrafas!

quarta-feira, outubro 19, 2011

Robustus 2007

São a touriga franca, a tinta roriz, a touriga franca, a tinta roriz e amarela, a touriga nacional, a tinto cão e outras castas que fazem o Robustus 2007.
Estagiou 4 anos o que lhe conferiu elegância e complexidade ao aroma.
Na boca a fruta tem uma forte presença a que se alia a mineralidade e a frescura.
O final é longo e persistente.

terça-feira, outubro 18, 2011

Malhadinha tinto 2008

Com 30% de aragonês, igual percentagem de alicante bouschet, 20% de tinta miúda, 10% de touriga nacional e igual percentagem de cabernet sauvignon, este tinto 2008 estagiou 16 meses em carvalho francês.

No nariz encontramos notas demarcadas de frutos vermelhos e o floral protagonizado pela touriga nacional.
Na boca encontramos frutos vermelhos, chocolate e especiarias.

Já tem uma medalha de prata ganha do International Wine Challenge 2011.