terça-feira, Setembro 28, 2010

Abandonado 2007

Tinta amarela, touriga franca, touriga nacional entre outras provenientes de vinhas velhas são a base deste Abandonado na sua edição de 2007.
Estagiou 18 meses em barricas novas de carvalho francês e francês.
A evolução do vinho em garrafa é de mais de 20 anos.
Deve ser decantado 1 hora antes e ser servido a 18ºC.

Dolium escolha branco 2009

É com antão vaz, produzido na zona da Vidigueira, que Paulo Laureano faz este Dolium escolha branco.
Fermentou em barricas novas de carvalho francês durante 30 dias e estagiou 8 meses também em barricas de carvalho com "battonnage" antes de ser engarrafado.
É uma excelente companhia para queijo de ovelha com alguma cura, queijo de Azeitão, Cação de Coentrada e bacalhau fresco com especiarias.


QMO Madrigal viognier 08

Do produtor José Bento dos Santos este viognier já é, sem dúvida, uma referência nos brancos portugueses.
A vindima foi feita manualmente em datas distintas e, consequentemente, estados de maturidade também distintos.
É um vinho com aroma fresco a alperce e frutos secos que na boca deixa transparecer mineralidade.
O produtor, com reconhecido mérito gourmet, recomenda que se beba este branco a acompanhar peixes e carnes com molhos cremosos, legumes, figos com presunto, alheira com ovo ou morcela com maçã.

Herdade dos Grous 23 barricas 2008

23 barricas de syrah e touriga nacional são o mote para a designação deste Herdade dos Grous.
Um tinto com um perfil de elegância, frescura e delicadeza.
Acompanha bem pratos de carne.

Tinto da Gaivosa 2008

Touriga nacional e tinto cão vindimadas duma vinha com mais de 20 anos compõe o segundo vinho da Quinta da Gaivosa.
É um tinto com 7 meses de estágio em barricas de carvalho francês de 2º ano.
Com cor rubi profunda e aromas intensos especiados que se mesclam com amoras maduras e cacau.
Na boca sentem-se os taninos elegantes num conjunto que resulta harmonioso e longo.

Vegia tinto 2008


Lado A do Vegia
É de touriga nacional, tinta roriz e alfrocheiro que se faz este Vegia de 2008. O primeiro vinho da série Vegia.
Sem estágio em madeira e com uma cor rubi e muito elegante.
Na boca o corpo e a acidez denotam equilíbrio com um final elegante e a lembrar os Dão è moda antiga.
Um tintinho muito gastronómico que o próprio produtor diz que acompanha muito bem os pratos do dia-a-dia.

Lado B do Vegia
"Grande binho cheio de franbuesas e mirtilius com boa acidez e tudo o mais. Longo e penetrante bem equilibrado e muito ergonómico, quero dizer muito gastronómico."

...

"Finalmente o produtor chegou ao nível exigido para assumir a paternidade na Quinta da Vegia."
João Pedro Araújo, O Produtor.

Murzelo reserva 2009 branco

É em patamares de xisto que se situa a vinha de onde sai a rabigato, viosinho, verdelho e códega do larinho que dão origem a este reserva Murzelo.
De aroma intenso e muito mineral na boca revela elegância, frescura e volume.
Um bom acompanhamento para peixes e marisco.

Peceguina antão vaz 2009

Com uso exclusivo da casta Antão Vaz se fizeram 4223 garrafas na Herdade da Malhadinha Nova.
Um branco de aroma mineral intenso e levemente frutado que na boca mostra estrutura, acidez e notas de fruta madura.
De experimentar!

D.Graça viosinho reserva 2008

Mais uma edição deste branco feito com a casta viosinho, 100%.
D.Graça é um vinho discreto que na boca tem uma acidez equilibrada que harmoniza com a untuosidade.
Bastante gastronómico e com um excelente potencial de envelhecimento!

Esporão verdelho 2009

De novas roupagens se veste este monocasta do Esporão.
Feito exclusivamente a partir da casta verdelho é um branco com aromas frutados com notas de lima, maracujá e kiwi.
Na boca tem frescura e equilíbrio, elegância e intensidade.
Bom acompanhamento para peixes grelhados, carnes brancas grelhadas ou legumes grelhados.

Valle Pradinhos branco 2009

Gewurztraminer, riesling e malvasia fina são a base deste famoso branco de Valle Pradinhos.
Um transmontano feito pelo enólogo Rui Cunha.
Acompanha muito bem peixes finos grelhados ou pratos de carnes brancas.

Cerro das Mouras g.escolha branco 2009

A par do lançamento do Murzelo reserva branco de 2009 vem este Cerro das Mouras grande escolha do mesmo ano de colheita.
Desta feita trata-se dum branco feito a partir de uvas cuidadosamente seleccionadas das vinhas com mais de 60 anos, facto este que imprime no vinho estrutura e complexidade.
Fermentou em barricas novas de carvalho francês seguida de "battonnage" sobre borras totais.
Um vinho que tem um potencial de envelhecimento bastante bom.

Quinta do Carmo branco 2009

O Quinta do Carmo branco 2009 é um branco feito com 75% de roupeiro, 10% de arinto e 15% de antão vaz.
Resulta num vinho elegante com uma acidez muito equilibrada com frescura e vivacidade na boca que resulta num bom conjunto.